sexta-feira, 21 de maio de 2010

Receitas

Numa dessas noites sem nada para fazer, que eu passo garimpando coisas interessantes, reparei uma coisa.
Todas as informações em blogs - geralmente femininos - são dadas em receitas.
Como cuidar do seu cabelo. Como enlouquecer um homem na cama. Como confiar na medida certa. Como ter cílios de boneca. Como se recuperar de um relacionamento destruído. Como fazer ele se apaixonar por você. Como estar na moda com pouco dinheiro. Até achei um como escrever bem. E, é claro, não podiam faltar os 289.354 métodos infalíveis para ser feliz.

Esses textos não tem nenhuma informação que você já não tenha ouvido ou que não saiba intuitivamente. Ou você ainda não aprendeu que confiança e auto-estima resolvem 99% dos problemas psicológicos mundiais? Você não precisa de uma receita pra descobrir isso. É intuitivo.
Para ser feliz tenho que comer chocolate? Para atrair um homem preciso ser bonita sem ser vulgar? E quem não sabe disso?
Simplesmente produziram textos que qualquer um sabe de cor e publicaram como a descoberta do ano.
Por que? Porque muitas vezes a gente tem que ouvir o que a gente já sabe. Cada receita dessa é um beliscãozinho.
Outro dia, um amigo me jogou uma verdade que ardeu no rosto quando bateu. "É. Amor é assim mesmo. Você nunca sabe por quem vai se apaixonar. Você pode ser a garota mais perfeita do Universo e não vai adiantar nada se foi por ela que ele se apaixonou." Eu sabia disso. Mas quando vem de fora é outra coisa.
Essa semana ainda, me surpreendi lendo num texto que um cara que eu gostei muito está saindo com alguém. E eu não sabia que ele saía com outras pessoas? Pensei que depois de todo esse tempo, ele estaria esperando por mim? Não. Eu achava que ele saía com pessoas. Só que ver isso acontecendo é muito diferente do que somente pensar na possibilidade.


E há também o problema óbvio das receitas. Elas desandam.
Nesses sites, vários elogios para os textos apelativos e óbvios. Todos engolindo aquilo como se fosse a mais pura verdade e visivelmente planejando seguir a risca cada tópico. Comprando essas idéias de receitas pra viver, sem nem se perguntar direito se elas vão funcionar, simplesmente assumindo que tudo correrá dentro do planejado, basta seguir as instruções.
E por que será que as pessoas acreditam em receitas para a vida?
Acredito que há uma esperança lá no fundo da gente de que se a gente fizer tudo igual, vai conseguir o mesmo resultado. Tipo matemática. Sabe aquela inércia entranhada que eu falei outro dia? É isso mesmo. Mas acontece que a gente está aplicando isso para a vida. E na vida há muitas variáveis escondidas que saltam gritando detrás do sofá enquanto você está relaxado vendo tv.

O que eu queria dizer mesmo não é que essas receitas são completamente inúteis. São interessantes, porém tem que ser usadas com cautela. Como dicas talvez, e não como receitas, porque  na receita não diz, mas sempre tem algum ingrediente mágico faltando e que você vai ter que descobrir sozinho. E pasmem! O ingrediente mágico muda!
(É por isso que ele é mágico.)
É inevitável achar que o resultado vai ser sempre o mesmo. Só temos que estar prontos para reconhecer os ingredientes mágicos quando tropeçarmos neles.
E chega de metáforas! Acabou a história.

Um comentário:

  1. eu tenho uma receita que sempre dá certo: amigos!
    beijos lindinha

    ResponderExcluir