terça-feira, 16 de março de 2010

E se a tua voz tomasse a força da tua dor?

"Dissestes que se tua voz
tivesse força igual
à imensa dor que sentes,
teu grito acordaria
não só a tua casa,
mas a vizinhança inteira."

Ainda não achei nenhum outro jeito de fazer medidas sentimentais senão por metáforas.
É como trazer o etéreo para algo mais perto do racional. O que você achava que não podia ser descrito, ou entendido, ou comparado, em nova forma.
Um grito capaz de acordar a vizinhança inteira. É uma metáfora bonita ainda que triste. Talvez ainda mais bonita por ser triste.

Essa música me lembra o Jorge Corrêa e suas interpretações de texto que nos faziam suspirar nas suas aulas específicas de Língua Portuguesa nas quintas à tarde. A gente chamava essas aulas de "aulas de vida". Saudades.

Um comentário: