sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Por que fazer sentido?

Nos esforçamos tanto para fazer sentido e nem percebemos.
Nos justificamos a todo momento. Por que?
O objetivo real não é ser feliz?
Não precisamos fazer sentido para sermos felizes.


Minha pequena grande lista de felicidade (sem justificativas):
Cheiro de chuva
Chocolate
Gargalhadas, principalmente as das crianças
Filhotes
Sorrisos
Fotos
Pés balançando
Danças malucas
Lembranças malucas
Andar na grama de pés descalços
Andar de pés descalços
A expressão "árvore florida"
Crianças felizes e saudáveis
Pessoas simpáticas
Pessoas que amo
Fofoquinhas de banheiro feminino
Abraços de quem gosto
Dias de sol
Dar voltas de carro sem rumo
Piadas (bobas, boas, ruins, que já perderam a graça ou não)
Dar carinho
Andar de bicicleta
Escrever
O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
Fazer coisas criativas
Ter sonhos
Ipanema
Arco-íris
Roupas coloridas
Mãos sujas de tinta
Fantasias
Carnaval
Saltitar
Sorrir
Ser boba
Ser feliz




*E eu conquistei minha paz

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Sonhos

(Ao som de "I got my mind set on you" -  George Harrison. Vejam o clipe. É muito louco.)
Engraçado.
Eu tenho planos. Faço planos em cima dos sonhos que ocupam minha cabeça em uma tarde quente e sozinha.
Dizem que o futuro é muito incerto para os planos. Mas os meus planos futuros são tão doces! Eu não resisto a tê-los e alimentá-los.
Crianças que precisem de mim. Crianças que me amem tanto quanto vou amá-las. Dois ou três irmãozinhos adotados e um ou dois de sangue. E ainda os priminhos e os amiguinhos da escola juntos fazendo bagunça em casa. E um companheiro que me traga flores em uma domingo qualquer. Não precisa de alianças. Não precisa de assinaturas para comprovar nosso amor.
Basta um olhar mais calmo que diz "eu te amo tanto". Basta uma careta na despedida no elevador para fazer o dia mais divertido. Para fazer o dia valer a pena.
Acho que sou mais romântica do que esses por aí que sonham com um casamento de véu e grinalda.
Não precisa de símbolos. Acho que nem precisa das flores. Basta os olhares e as caretas que dizem "você faz minha vida mais fácil".
Acho que sonho mais do que 99% da população mundial. Mas acho que está tudo bem. Não vejo o que pode advir de ruim de sonhos doces como esses.
Digo, além das altas expectativas que serão difíceis de superar.
Mas acho que posso sobreviver às expectativas.
Estou feliz.
Com planos além desse curto espaço de um ano.
Um ano não é suficiente para os meus sonhos.
Talvez um vida não seja suficiente.
Mas tudo bem. Vou fazer o máximo para extrapolar minhas próprias expectativas e ser feliz.
Afinal, o objetivo de todo sonho é nos fazer feliz, não é?